Gekijyouban Mushi Sentai Slyranger - Parte 3

Aqui você pode falar sobre as séries nacionais como: Insector Sun, Mega Powers, Metal Blue, Blast Rangers, Defender e também postar as suas criações, os fan fics para que todos leiam e dêem suas opiniões, e suas Artes dos nossos heróis.

Moderador: Kuwagata

Avatar do usuário
FanficMaster
Membro
Membro
Mensagens: 95
Registrado em: 10 Set 2016, 18:32
Localização: Brasília - DF
Contato:

Gekijyouban Mushi Sentai Slyranger - Parte 3

Mensagempor FanficMaster » 23 Abr 2018, 11:27

[Jigokudani – Noboribetsu]
Os nossos heróis se aproximavam do Jigokudani no Sly-Turbo de uma forma um pouco desconfortável por ser um jipe feito para comportar 5 pessoas. Nele encontravam-se Lina, Hironobu, que pilotava o veículo, na parte de trás estavam Yuu, Naru, Takeru e Miyako. Na frente do Sly-Turbo estava Akira que pilotava uma réplica da BMW NineT só que esta, toda vermelha e com o rosto de um kabuto, criada pela Dra.Marie.
Imagem
- Ow! Cuidado ai! – Dizia Takeru dando um tapa na cabeça de Hironobu que o olha com cara fechada.
Yuu e Naru se viam completamente enrubescidos, por conta da freada brusca de Hironobu os dois se desequilibraram e Naru caíra perfeitamente no colo do ninja preto que, apesar de sem graça não podia deixar de notar o quão quente e suave era a pele da companheira de luta e amada.
ImagemImagem
- Vo... Vo... Vo... – Ele gaguejava tentando fazer uma pergunta. – Você está bem?
- Sim. – Naru respondera tão rápido quanto uma navalha afiada era capaz de cortar, porém, com a voz um pouco falha e tímida.
- O casal já pode parar de se agarrar... – provocava Takeru se divertindo com aquela cena. – Nós chegamos.
Naru estava tão mergulhada na timidez que não havia reparado que ainda estava sentada no colo de Yuu, o mesmo valia para o rapaz que sentia como se o mundo tivesse parado por aqueles breves segundos. Os dois se levantam um tanto sem graça enquanto ajeitavam suas roupas.
Enquanto adentravam o Jigokudani, os nossos heróis que nunca haviam saído do templo ou das ruas da cidade, não conseguiam deixar de admirar o local. Um vale que se localizava numa região montanhosa criada por um vulcão a cerca de dez mil anos atrás. Quanto mais adentravam o vale, mais podiam notar vapores e gases que aos olhos deles não faziam diferença, com a exceção de Hironobu que notara serem sulforosos o que justificava o cheiro forte de enxofre que pairava pelo local fazendo jus ao seu nome – Vale do Inferno.
Olhavam atentamente enquanto misturavam-se a uma excursão sem serem notados. Todos estavam tão maravilhados com o local que não notaram a presença dos heróis. Um guia passeava à frente do grupo passando por duas estátuas de demônios – um vermelho de 3,5 metros e um outro azul que ficava sentado e que parecia ter uns 2 metros de altura mais ou menos.
- Muito interessantes esses Oni Bokora, não são? – Dizia uma garota da excursão. Usava uma roupa típica de turista, num tom de pele rosado e cabelos loiros. A gringa parecia ser americana, devido o sotaque, mas falava o japonês perfeitamente apesar disso.
Imagem
- Sim, muito! – Hironobu respondia consertando os óculos em seu rosto, fingindo entender tudo, mas com verdadeiro fascínio.
Ele olhava a moça que era realmente muito linda. Quase podia-se jurar que ela parecia mais fascinante do que as estátuas. Ela tirava fotos enquanto sorria um tanto incomodada com o olhar parado do ninja verde que não conseguia disfarçar. Ela se retira rapidamente juntando-se ao grupo novamente enquanto Lina se aproximava de Hironobu com um pigarro.
Imagem
- Vamos logo, seu stalker. – Ela brincava rindo da cara de bobo do amigo.
- Stalker? – Disfarçava consertando os óculos. – Não sei do que está falando.
Os dois saem de lá juntando-se aos outros novamente sem notar que os olhos das duas estatuas se moviam os observando. Poucos minutos depois, os nossos heróis avistam finalmente o santuário e, tão rápido quanto se misturaram a excursão, se desvencilharam e aproximaram-se do seu objetivo. No entanto, um ataque repentino de um braço avermelhado e outro de um braço azulado os impedem.
- SlyChange! – Dizem os cinco heróis ativando rapidamente os SlyChangers.
- WebChange! – Dizia Takeru fazendo o mesmo com seu SpiderBracel.
Os seis se transformam rapidamente ativando suas armas básicas para segurar o ataque.
Imagem
- Miyako! Takeru! Vocês precisam correr para o santuário! Pode deixar que nós cuidamos desses dois monstrengos! – dizia RedKabuto.
- Vai enviar ele junto?! – BlackKuwagatta não gostava nem um pouco.
- Você pode me contestar depois, mas no momento não temos tempo para nossas desavenças pessoais! Eu sou o líder aqui! – RedKabuto respondia o companheiro de lutas virando-se novamente para Takeru. – Estou te dando um voto de confiança.
- Guarde sua confiança para você! – WhiteKumo retrucava. – Estou aqui por conta de Miyako, não confunda as coisas, Slyranger!
Os dois saem dali e adentram o santuário onde se deparam com um homem de vestes ninja de tons pretos e uma proteção por cima dos ombros, assim como um cachecol vermelho com o símbolo de um escorpião no centro. Ele estava de cabeça baixa limpando o que pareciam duas garras ninjas em seus braços.
Imagem
- Sasori... – diz Miyako ao reconhecê-lo e cerrando os punhos.
- Vocês demoraram demais... – Sasori dizia erguendo os olhos na direção dos nossos heróis. Ele mostrava o Escaravelho Carmesim.
- Maldito! – Dizia WhiteKumo não conseguindo mais segurar sua raiva. – Farei com que você e seu clã paguem caro pelo que fizeram com Jun!!!
O ninja branco parte pra cima de Sasori enfurecido e cego pela vingança obrigando Miyako a atacar também. Sasori se levanta defendendo-se dos ataques e trocando golpes contra os dois. Era notória a diferença de habilidades. Miyako podia notar que o vilão estava ainda mais forte do que no templo de Serket.
- Já chega dessa brincadeira!!! – o vilão expulsando uma grande quantidade de energia os empurrando para trás.
Os dois ninjas do clã Mushi veem o ninja adversário se transformar diante deles. Seu corpo se tornava mais musculoso um pouco enquanto tomava uma aparência monstruosa. O rosto lembrava o de um escorpião enquanto que o ferrão parecia fundir-se ao seu braço direito. O uniforme de mestre se mantinha enquanto que a proteção dos ombros parecia se fundir ao corpo também.
[Fim da parte 3]

Voltar para “Tokusatsu NACIONAL, FANARTS e FANFICS”

Quem está online

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 4 visitantes